Entenda os vários tipos de limite que podem existir em sua apólice

17 de agosto, 2021

Entenda os vários tipos de limite que podem existir em sua apólice de seguro. Assim, você evita surpresas no momento de receber a indenização.

 

Sobre o Limite Máximo de Responsabilidade por sinistro

O limite máximo de responsabilidade representa o valor máximo que o cliente pode receber por sinistro. Sendo assim, serão considerados um único sinistro todos os prejuízos de um mesmo evento, ou seja, independe do número de reclamantes envolvidos.

Analogamente, o limite máximo de responsabilidade por ser encontrado também como limite máximo de garantia (LMG) do seguro.

Vamos usar como exemplo um seguro sem franquia! Imagine que Mariana, uma contadora, comprou um seguro com 5 coberturas e cada uma delas tem um valor de R$ 200.000 como limite máximo de indenização. Além disso, a seguradora definiu que o limite máximo de responsabilidade por sinistro seria de R$ 350.000.

Portanto, isso significa que se acaso um evento envolva mais de uma cobertura ela receberá o valor até o limite máximo de responsabilidade de R$ 350.000.

 

Sobre o Limite Máximo de Indenização

O limite máximo de indenização, também conhecido como importância segurada, representa o valor máximo que o cliente pode receber em um eventual sinistro.

Dessa forma, em cada cobertura do seguro você terá um valor fixado no contrato, bem como as franquias.

 

Sobre o Limite Agregado

O limite agregado representa o valor total máximo de indenização do contrato de seguro, quando há mais de um sinistro durante a vigência. Portanto, ele é definido através de um fator múltiplo ao limite máximo de indenização de cada cobertura.

De novo, vamos usar como exemplo com um seguro sem franquia, para ficar mais fácil entender o limite agregado em uma apólice!

Imagine que Carlos, um advogado, comprou um seguro com o limite máximo de indenização de R$ 100.000 e o fator de limite agregado de 2. Sendo assim, o limite agregado do seguro que Carlos comprou é de R$ 200.000, ou seja, R$ 100.000 vezes 2.

Inesperadamente, Carlos causou um dano a um cliente e recebeu o reembolso do seguro no valor de R$ 80.000, após 3 meses da compra.

Mas, imprevistos acontecem. Logo após, infelizmente Carlos sofreu um pequeno incêndio que causou um dano ao imóvel de dois vizinhos no valor de R$ 125.000. Nesse caso, Carlos recebeu o valor de indenização de R$ 100.000, que é o limite máximo de indenização garantido pelo seguro e arcou com R$ 25.000 do próprio bolso.

Dessa forma, o valor residual do seguro do Carlos é de R$ 20.000, ou seja, é a diferença entre o limite agregado do seguro e os valores de reembolso recebidos.

Todavia, caso seu seguro não tenha o fator de multiplicação citado na apólice, ele sempre deve ser considerado como igual a um.

Além disso, o limite agregado não substitui o limite máximo de indenização por evento.

 

Reintegração de limites do seguro

Sempre que utilizar o seguro você consumiu parte dos limites segurados da apólice e, portanto, está menos protegido.

Dessa forma, você deve pensar em pedir uma alteração na apólice para recompor o limite, pagando um valor adicional, sempre que aprovado pela seguradora.

Uma outra opção, é contratar um novo seguro para se manter protegido num outro evento futuro.

 

Como contratar um seguro com a Tuia Seguros?

Basta preencher um pedido on-line em nosso site, feito sob medida para sua empresa e setor, e pedir a sua cotação.

Além disso, você contará com um técnico de equipe de sucesso do cliente para tirar as dúvidas que possam surgir. Em todo o Brasil.

Cuidamos da proteção de sua empresa, com o seguro ideal e que caiba no seu bolso.

Acompanhe a Tuia Seguros no FacebookInstagram e Youtube.

 

 

Compartilhe:

Não sabe qual o melhor seguro para você ou sua empresa?

Não sabe qual o melhor seguro para você ou sua empresa?